CIRURGIA DE OBESIDADE

O QUE É OBESIDADE

A obesidade está associada a várias doenças como, hipertensão arterial (pressão alta), diabetes, aumento do colesterol, doenças cardiovasculares, problemas articulares geralmente no joelho (osteoartrose), problemas no sono (apnéia do sono), doença da vesícula biliar e principalmente com a diminuição da autoestima.

A obesidade é um fator limitante de muitas atividades, e contribui para a redução da qualidade de vida, redução da expectativa de vida e aumento da mortalidade.

O tratamento inicial da obesidade se baseia em acompanhamento endocrinológico, sendo utilizados medicamentos no auxílio da perda de peso, apesar da ampla restrição existente no Brasil. Nos casos que o tratamento clínico não apresenta sucesso, deve-se considerar a cirurgia como opção. A cirurgia bariátrica ou da obesidade está indicada nos pacientes com IMC acima de 40 kg/m2 ou IMC 35-40 kg/m2 com doenças associadas.

Hoje existem várias técnicas cirúrgicas seguras disponíveis para redução do peso, e com resolução das doenças associadas a obesidade em mais de 80%.

O que é IMC?

O índice de Massa Corporal (IMC) é uma fórmula que indica se um adulto está acima do peso, se está obeso ou abaixo do peso ideal considerado saudável. A fórmula para calcular o Índice de Massa Corporal é: IMC = peso / (altura)2

CALCULAR IMC

Cálculo do índice de massa corpórea

Preencha os dados abaixo e clique em "Calcular IMC", e logo após verifique o resultado na tabela.

TIPOS DE PROCEDIMENTOS

BALÃO INTRAGÁSTRICO

Procedimento realizado por endoscopia em regime ambulatorial. O balão é introduzido no estômago e inflado com 400ml a 700ml de soro fisiológico e tem a finalidade de reduzir a capacidade do reservatório gástrico, diminuindo a ingesta alimentar. O balão deve ser retirado 6 meses após sua colocação. O risco de complicações é mínimo.

O balão é mais indicado em:

  • Indicado recentemente e aprovado pela ANVISA para pacientes com IMC acima de 27Kg/m2;
  • Pacientes com IMC superior a 35 e que não querem ou que apresentam contra-indicações para o tratamento cirúrgico;
  • Pacientes com IMC inferior a 35;
  • Preparo pré-operatório em pacientes superobesos (IMC > 50) afim de reduzir o peso e melhorar suas condições clínicas;
  • Pacientes que não aceitam ou não suportam outras formas de tratamento clínico.

As principais contra-indicações são:

(devem ser discutidas com o endoscopista ou cirurgião bariátrico previamente):

Cirurgias de ressecção gástrica prévia, dependentes de álcool e drogas, uso crônico de anticoagulantes, gestantes, cirróticos descompensados, presença de varizes esofagogástricas; Graus avançados de esofagite, Barrett, fundoplicaturas prévias, custos.

Torna-se necessário nestes pacientes o acompanhamento psicológico ou psiquiátrico associando medicações anorexígenas e ansiolíticos; nutricional, atividade física e retornos freqüentes para que a perda de peso seja mais efetiva e duradoura.

REDUÇÃO DE ESTÔMAGO - BYPASS

É um procedimento misto, ou seja, combina a restrição alimentar com a disabsorção intestinal. É conhecida tecnicamente como cirurgia de Fobi-Capella. É realizado o grampeamento do estômago criando um reservatório de aproximadamente 50 ml e o desvio de cerca de 2 metros do intestino delgado (fino).

Ocorre a restrição da quantidade de alimento que o paciente pode ingerir e também o retardo da mistura desse alimento com os sucos digestivos (bile e suco pancreático) para evitar a absorção calórica completa. Essa cirurgia é o procedimento de escolha e padrão para a perda de peso, além de ser o mais realizado atualmente.

Vantagens:

  • Perda de peso adequada e duradoura na maioria dos pacientes;
  • Melhora de cerca de 96% das doenças associadas à obesidade como hipertensão arterial, diabetes tipo II (84%), apnéia do sono (ronco), dor nas costas e pernas (artropatias), dislipidemia (colesterol e triglicerídeos) e da depressão;
  • Após 1 ano da cirurgia, os pacientes perdem em média 35-40% do seu peso.

SLEEVE GASTRECTOMY

Gastrectomia Vertical (Sleeve Gastrectomy) Também conhecido como gastrectomia em forma de manga. Procedimento puramente restritivo que consiste na remoção da grande curvatura do estômago, iniciando a partir de 4cm do piloro até o ângulo de His, deixando o reservatório novo com formato tubular e alongado de volume entre 150 e 200ml. O paciente perde peso por ingerir menor quantidade de alimentos.

Vantagens:

  • Procedimento rápido e sem disabsorção intestinal;
  • Muitas vezes não é necessário tomar suplementos vitamínicos;
  • Pequeno índice de complicações;
  • Inexistência da síndrome de "Dumping";
  • Mais indicado para pacientes com IMC entre 30 e 35, naqueles com IMC acima de 50 como primeiro tempo de um procedimento misto (Fobi-Capella ou Duodenal-Switch), em pacientes que não aceitam usar suplementos vitamínicos no pós-operatório, necessidade de monitorização gástrica no pós-operatório, pacientes que não aceitam a idéia de comer pequenos volumes ou apresentar evacuações líquidas com gases mal-cheirosos no pós-operatório.
-->

Rua Jussara 3413 - Zona I

87501-010 | Umuarama, PR

44 3622-2771

© 2018 - Instituto de Gastroenterologia Medicina e Cirurgia de Umuarama - Todos os direitos Reservados