CIRURGIA DO

APARELHO DIGESTIVO

Cálculo na Vesícula, Hérnias a Apendicite Aguda são algumas patologias abordadas por esta especialidade.

CIRURGIA DA VESÍCULA BILIAR

É uma das cirurgias abdominais mais realizadas. A principal causa é devido a cálculos dentro da vesícula que causam sintomas. Nos dias de hoje quase a totalidade desta cirurgia é realizada por videocirurgia (cirurgia dos furinhos), que tem como principais vantagens, menor dor pós-operatória; incisões mínimas; menor tempo de internação hospitalar e menor taxa de complicacões.

Sintomas de cálculos na vesícular biliar:

  • Dor abdominal no lado direito da barriga ou na boca do estômago, geralmente tipo cólica;
  • Náusea (enjôo) e vômitos;
  • Desconforto abdominal;
  • Amarelão (icterícia);
  • A maioria das pessoas não tem sintomas, e o achado de pedra na vesícula é incidental.

Além da dor, o cálculo pode ocasionar a inflamação da vesícula, que é uma situação que requer tratamento de urgência. Outra complicação é a pancreatite aguda que pode ser leve ou grave.

Tratamento:

Como dito anteriormente o melhor tratamento é a cirurgia por vídeo laparoscopia.

HÉRNIAS

Hérnia é a protusão (saída) de parte do conteúdo intra-abdominal (tecido adiposo, alças de intestino grosso ou intestino delgado) através de um orifício (fraqueza) na parede abdominal.

Tipos:

  • Inguinal: mais comum (na virilha);
  • Femoral: logo abaixo da virilha;
  • Umbilical: na cicatriz umbilical;
  • Epigástrica: acima do umbigo;
  • Incisional: nas cicatrizes de cirurgias anteriores.

Sintomas:

  • Saliência ou abaulamento na região inguinal (virilha) ou no abdome, que se torna mais evidente quando a pessoa tosse, ergue peso ou faz força.
  • Dor fraca ou até forte quando fazem esforço físico excessivo.

Diagnóstico:

  • Exame clínico: o exame da região pelo médico é suficiente para estabelecer o diagnóstico de hérnia em praticamente todos os pacientes.
  • Ecografia: pode ser utilizada em casos duvidosos ou para descartar outras doenças.

Complicações:

  • Encarceramento: ocorre quando o intestino fica retido no interior do saco herniário, não podendo mais retornar para a cavidade abdominal.
  • Estrangulamento: ocorre quando uma hérnia encarcerada sofre diminuição da circulação sanguínea por estrangulamento, o que pode acarretar a necrose do segmento de alça intestinal que estiver retido na hérnia.

Tratamento:

A única forma de tratamento de uma hérnia é cirúrgica. Todas pessoas com hérnia inguinal, independente da idade, devem ser operados, com exceção dos que têm outras doenças graves e que apresentam risco cirúrgico elevado.

Doença do Refluxo Gastroesofágico / Hérnia de Hiato

A Hernia de Hiato é a alteração mais comum que leva à doença do Refluxo Gastroesofágico.

Sintomas da DRGE:

  • Azia(queimação atrás do peito);
  • Sensação de regurgitação alimentar;
  • Dor atras do peito;
  • Ânsia de vômitos;
  • Dificuldade para comer;
  • Tosse crônica;
  • Rouquidão, pigarro, e queimação na garganta.

O diagnóstico é mais comumente feito por Endoscopia Digestiva alta, porém outros exames podem ser necessários. O tratamento é baseado em mudanças de hábito alimentares e estilo de vida, além do uso de medicamentos que reduzem a acidez do estômago.

Quando indicado, o tratamento cirúrgico consiste na confecção de uma válvula anti­refluxo que impede a subida do ácido para o esôfago.

HEMORRÓIDAS

Os plexos hemorroidários são estruturas próprias da região anorretal e só configuram doença quando associados a sintomas como: sangramento anal, prolapso, prurido, secreção, trombose ou uma combinação dos mesmos.

O tratamento da doença hemorroidária depende da intensidade das alterações anatômicas e dos sintomas. Na maioria dos casos o tratamento é sintomático e associado a medidas higiênico-dietéticas (dieta rica em fibras, mudanças no hábito da evacuação, interrupção do uso de papel higiênico). O tratamento cirúrgico é reservado para as situações em que as medidas conservadoras falharam. 

Rua Jussara 3413 - Zona I

87501-010 | Umuarama, PR

44 3622-2771

© 2018 - Instituto de Gastroenterologia Medicina e Cirurgia de Umuarama - Todos os direitos Reservados